Atrativos turísticos

Fotos: Nelson Ricanelo e Felipe Stein

Igreja Matriz

Entre outras relíquias arquitetônicas de rara beleza, destaca-se a igreja Matriz de Santo Antônio da Cachoeira, marco zero da fundação de Piracaia, com a parte frontal inteiramente conservada e paredes de taipa de mais de 1,5 metros de largura. A Igreja Matriz de Santo Antônio da Cachoeira é herdeira da pequena capela fundada em 1817 que originou a cidade. A atual construção foi inaugurada em 05 de Novembro de 1891, e é o maior e mais antigo patrimônio histórico do município. Rica e bela combina elevação espiritual e os mais ricos exemplos de arte sacra do Estado, onde se destaca o majestoso painel no teto da Nave, feita pelo pintor Antônio Navickas, artista que residiu durante muitos anos em Piracaia, onde foram pintados os retratos de todos os Papas da Igreja Católica, de Pedro a Francisco. Em todo o mundo, além de Piracaia, só existe obra semelhante na Basílica de São Paulo no Vaticano. A Praça onde se ergue a igreja, reformada em 1995 proporciona um agradável passeio e boas fotos. A Igreja Matriz passou por várias reformas de restauro e manutenção, com a dedicação e a espontaneidade da comunidade piracaiense, colaboraram com a reforma da Igreja Matriz, comovendo aqueles que acompanham as obras desde o início.

Santo Cruzeiro

O Santo Cruzeiro em Piracaia é considerado o Maior Crucifixo do Mundo. Esculpido em cimento pelo arquiteto José Bonetti, o crucifixo de catorze metros de altura foi inaugurado em 14 de julho de 1946. Em 1930, Piracaia recebeu a visita de uma Missão Passionista que, encantada pela beleza das igrejas e pela fé do povo piracaiense, deixou um marco de sua visita colocando um enorme Cruzeiro, todo em madeira, em um dos pontos mais altos do município, o Morro da Penha, de onde se avista toda a cidade. Alguns anos depois, no dia 7 de novembro de 1943, durante um grande temporal, o imponente Cruzeiro, foi atingido por um raio e se partiu, causando, na época profunda tristeza à população. O saudoso pároco de Piracaia, Padre Francisco Amaral, sensibilizado e ciente da importância da restauração do símbolo da Missão, mandou erigir, em alvenaria, aquele que mais tarde seria o maior monumento em praça pública dedicada a Santa Cruz, no Estado de São Paulo. A obra de arte esteve a cargo do piracaiense José Bonetti, famoso escultor que com muito carinho, executou seu maior e melhor trabalho artístico. Juntamente com o Santo Cruzeiro, foi construída enorme escadaria com 591 degraus, ligando a cidade ao monumento, embora também exista uma estrada muito bem conservada que faz essa ligação. Desde a sua construção, na década de 1940, esse monumento vem recebendo muitas melhorias e aperfeiçoamentos, tornando-se, além de um símbolo de fé, um tradicional ponto de turismo do município.

Em cima de um morro de 1200 metros o Santo Cruzeiro, esculpido pelo arquiteto José Bonetti, tem 14 metros de altura, foi esculpido em cimento e inaugurado em 14 de julho de 1946. O turista tem duas formas de chegar: uma de escada com 591 degraus e a outra pela estrada que leva até o alto do morro do Santo Cruzeiro. No pé da escadaria encontramos ainda outro atrativo que é a Gruta.

Gruta

Gruta de Nossa Senhora Aparecida Construída em 2004 em terreno do município, na Gruta está à imagem de Nossa Senhora Aparecida. Um episódio que acontece frequentemente, é que muitos romeiros que passam por Piracaia em destino a cidade de Aparecida, passem para visitar a Gruta de Nossa Senhora Aparecida, para pedir forças e coragem para seguir viagem por mais 180 km. A ideia surgiu em uma das caminhadas do grupo Pé na Estrada, onde sempre surgiam conversas e ideias sobre o que estava faltando na cidade para movimentar mais o turismo. Foi aí que veio a ideia de construir uma Gruta para uma santa aos pés do Santo Cruzeiro, onde muitos anos estiveram abandonados, assim, viraria um cartão postal da cidade, além de ter um lugar mais propício para os fiéis meditarem, rezarem e se sentir mais diante de Deus. O santo cruzeiro é o ponto que serve de referência e está localizada à 50m de distância da Gruta. O acesso à região possui boa sinalização para se chegar ao atrativo e uma sinalização turística regular. Pode-se chegar ao atrativo, a pé ou através de automóveis devido à pavimentação regular. A via de acesso à gruta é parcialmente pavimentada com paralelepípedos.

Parque Ecológico

O parque ecológico do município de Piracaia, possui lago, pista de cooper, playground, horto com viveiro de mudas, orquidário, lanchonete e estacionamento. O parque ecológico municipal fica localizado próximo ao centro da cidade e ainda possui quadra de futebol de areia, além de um horto com viveiro de mudas e um orquidário.

Natureza

Piracaia impressiona pela paisagem montanhosa. Andando pela cidade nos deparamos com um terreno fortemente sinuoso com ladeiras íngremes, com uma altitude que varia entre 800 e 1.500 metros. Alguns dos principais picos da região:

Pedra do Carmo: formação rochosa com 2000 metros de altura, propícia à escalada;

Morro da Boa Vista: formação montanhosa com 1500 metros de altura. Oferece vista panorâmica da cidade, da represa de Bragança Paulista, de Atibaia, da Pedra Grande e do Pico do Lobo em Joanópolis;

Alto da Boa Vista: É uma área de alto relevo com cume de 1500 metros de altura, onde num trajeto de aproximadamente 5 quilômetros de trilhas, ao final, podemos ter uma abrangente visão das áreas naturais de Piracaia bem como observar diversos recursos hídricos que formam as represas do lugar, toda a fauna e flora da cidade. Observando também uma área montanhosa cercada de recursos hídricos que formam as represas do lugar. Apesar de apresentar um trajeto de difícil acesso, o mirante apresenta uma bela vista que pode ser apreciada pelos turistas que visitam o local, é necessária uma intervenção para ser aprimorada a infraestrutura para visitação do local. No caminho da trilha do Alto da Boa Vista encontra-se a primeira caixa d’água do município de Piracaia, ainda em funcionamento, toda coberta de vegetação que marca a passagem dos anos.

Cachoeira do Pião: Localizada a 25 quilômetros do centro de Piracaia, no Bairro do Pião, esta a cachoeira formada pelo Rio Atibainha. Possui uma forte queda d’água de 8 metros de altura onde em seu final encontra-se um lago para banho, sendo que para chegar a sua área é necessário passar por uma região de trilhas, onde o nível da caminhada pelas trilhas é considerado de acesso difícil.

Rota do Atibainha: Rota que passa pela represa de Piracaia em conjunto com a represa de Nazaré seguindo pelo Bairro do Pião, rio acima, passa-se pela criação de truta que depende da fria água corrente do Atibainha, pela Fazenda Montanhês com suas ricas vacas leiteiras Jersey, e pela Criação de Cobra Jararaca de onde retira-se o veneno para fabricação de soro. Subindo ainda o sinuoso curso do Atibainha, encontram-se búfalos pelo caminho e a mata vai fechando, até chegar ao pé da Pedra do Carmo, sendo possível chegar também até o pico da pedra. Por entre as trilhas em plena mata Atlântica consegue-se ver Bromélias e árvores típicas, pode-se encontrar os bugios (primatas locais), entre outros da fauna como a jaguatirica.

Rota das Águas: Dando início pelo Lageado e seus 500 m. de corredeira em pedras, segue-se para os 55 km ao redor da Represa de Piracaia, São várias as cachoeiras de ribeirões que deságuam, na represa, destacando-se a Cachoeira da Mãozinha. Cerca de 20 km de centro da cidade, encontra-se a Ilhas das Orquídeas, que mostra a beleza da Mata Atlântica, em meio ao afluxo do rio.

Morro da Penha: formação montanhosa de 1200 metros de altitude, abriga o Santo Cruzeiro e oferece vista panorâmica de boa parte da cidade e da Serra da Mantiqueira;

Visual das Águas: formação rochosa que ganhou esse nome por causa da vista que proporciona para a represa.


Piracaia cedeu seu território para o lago de três grandes reservatórios: dos Rios Cachoeira, Atibainha e Jaguari. A obra começou em 1.966 e o sistema atingiu plena capacidade em 1.974 atingindo o patamar de 11.000 litros/segundo e garantindo água de excelente qualidade para mais de 10 milhões de habitantes.

As represas são interligadas por túneis e devido à gravidade envia água para São Paulo, o que torna Piracaia com um importante papel na preservação da qualidade da água, uma vez que é utilizada para consumo e não para geração de energia, atingindo altos níveis de pureza. O controle é feito pela estatal SABESP e eventualmente o centro de controle da represa do Rio Cachoeira recebe visitante.

A cidade de Piracaia tem uma vasta região ainda não explorada e sem intrusões humanas e suas construções de estilo colonial transmitem a sensação de que a cidade parou no tempo com seus casarões, praças e ruas que, na sua maioria, são de paralelepípedo ou de terra.

Devido à sua localização na Serra da Mantiqueira, apresenta muitas oscilações em seu terreno, devido às muitas montanhas e isso faz com que em muitos pontos tenha-se uma vista privilegiada. O relevo da Serra da Mantiqueira e sua vasta área de preservação ambiental,presente tanto em Piracaia quanto as cidades ao entorno, proporcionam uma vista agradável de vegetação e floresta. Os montes elevados e que tem acesso ao público também são uma particularidade de Piracaia, fazendo com a cidade seja vista de cima.

Edificações: Visitando o histórico município de Piracaia, observamos que seu centro urbano ainda conserva grande parte de suas edificações centenárias, situadas em ruas estreitas, que nos fazem lembrar a época de Brasil Imperial.


Centro de Informações Turísticas
Endereço: Rodovia Jan Antonin Bata, Km 86,5
Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 17h